ERGO 30

ERGO 30

Comunidade Esperança

Comunidade Esperança

sábado, 20 de outubro de 2018

PERNAMBUCO TEM 94,9% DAS RODOVIAS ESTADUAIS EM ESTADO REGULAR, RUIM OU PÉSSIMO, DIZ CNT.


Em Pernambuco, 94,9% das rodovias estaduais estão em estado regular, ruim ou péssimo, segundo uma pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT). O levantamento avaliou 1.003 quilômetros de extensão, levando em consideração critérios como pavimento, sinalização, geometria da via e pontos críticos.

Durante o levantamento, também foram analisados 2.161 quilômetros de extensão federal, dos quais 68,4% foram classificados como ótimos ou bons. A pesquisa avaliou a condição da superfície dos pavimentos, das faixas laterais e legibilidade das placas.

Veja o estado das rodovias estaduais em Pernambuco.

Levantamento foi feito pela Confederação Nacional dos Transportes.

Ótimo: 3 %
Bom: 2,1 %
Regular: 9,7 %
Ruim: 26,3 %
Péssimo: 58,9 %

A CNT também dividiu a análise pelo critério de concessão, em que as rodovias privadas aparecem com 100% dos 41 quilômetros analisados classificados como ótimos ou bons. As rodovias sob gestão pública, no entanto, têm 47,7% dos 3.123 quilômetros com a mesma classificação.

A avaliação feita pela CNT leva ao resultado de 51,7% de todas rodovias do estado com classificação regular, ruim ou péssima. No total, foram avaliados 3.164 quilômetros. Para reparar o problema, são necessários R$ 721,2 milhões para ações emergenciais de reconstrução e restauração das vias.

Remendos, afundamentos, ondulações e falta de sinalização adequada são os problemas apontados pela pesquisa. Para a manutenção dos trechos desgastados, o custo estimado é de R$ 454,92 milhões.

Resposta

Procurado, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), órgão vinculado à Secretaria de Transportes, afirmou, através de nota, que na atual gestão foram investidos mais de R$ 700 milhões em obras de infraestrutura viária.

"Este ano, de janeiro a setembro, foram investidos aproximadamente R$ 135,9 milhões em obras e mais R$ 37,2 milhões na manutenção da malha viária sob sua responsabilidade", diz o texto.

O órgão diz ainda que, a partir de 2019, serão contempladas outras rodovias, através de obras estruturadoras e de manutenção rotineira, que constarão no novo Programa Rodoviário da próxima gestão do Governo de Pernambuco.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário