ERGO 30

ERGO 30

Comunidade Esperança

Comunidade Esperança

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

PAI É PRESO POR ESTUPRAR E ENGRAVIDAR FILHA DE 12 ANOS

Um homem de 36 anos foi presos suspeito de estuprar e engravidar a filha de 12 anos. O caso aconteceu em Anastácio, no Mato Grosso do Sul. A criança já está no 7º de gestação. Ela está sendo acompanhada pelo Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas).
Segundo uma das conselheiras que ouviu a menina, a história só foi descoberta porque a barriga da vítima já estava grande. "Nós fomos acionados pela PM, para ir até a 1ª delegacia e averiguar as informações da menor. Ela estava ao lado da irmã mais velha, que inclusive está a ajudando nas consultas médicas e pediu a guarda da menina. No depoimento do dia 5 de julho, deste ano, a menina falou que a mãe ia para a cidade resolver problemas, quando ele a levava para o quarto dele e cometia os abusos", comentou a conselheira tutelar Maria Luiza Rivas em entrevista.

Ainda segundo a garota, ela era ameaçada e os estupros ocorriam quando ela levava almoço para o pai na fazenda. "Ela nos falou também que era ameaçada a não falar nada, porque senão seria morta por ele. Recentemente, a menina falou que preferiu morar com a irmã e que não pensou em aborto, principalmente porque o bebê já estava formado quando houve a descoberta", explicou a conselheira.

Segundo a polícia, ao ser levado para a delegacia, o homem confesou o crime. "O juiz determinou medida cautelar para ele não se aproximar da menina, porém ele estava separado da mãe e continuou a frequentar o local. Nós então soubemos que ele rasgou o documento e estava falando que iria fugir. Foi o momento em que pedimos a prisão preventiva dele e o pai confessou o crime", explicou o delegado Jackson Frederico Vale, responsável pelas investigações.

A vítima já está no no 7° mês de gestação. O homem, que já possuía antecedentes criminais, foi encaminhado para o presídio no mesmo dia, na cidade vizinha Aquidauana. O criminoso deve responder por estupro de vulnerável.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário