ERGO 30

ERGO 30

Comunidade Esperança

Comunidade Esperança

sábado, 28 de abril de 2018

EM RECIFE - HOMEM É MORTO A TIROS NA FRENTE DO FILHO


Um homem foi assassinado, nesta sexta (27), dentro de uma caminhonete de luxo na frente do filho, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Segundo o delegado Marcelo Barretto, que estava de plantão na Força Tarefa do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, Wellington Rubens Jordão do Nascimento, de 34 anos, foi atingido com, pelo menos, três tiros de pistola .40, em frente à casa onde morava.

Segundo a Polícia Civil, um adolescente filho de Wellington viu o pai ser assassinado. "Segundo relato do filho da vítima, de 15 anos, que estava na porta de casa quando o crime aconteceu, e de algumas testemunhas, três homens chegaram atirando, no momento em que a vítima saía em seu veículo. O carro da vítima ainda trafegou cerca de 150 metros até parar", informa a corporação em nota.

O assassinato ocorreu na Rua Cuibá, no bairro de Candeias. A princípio, a polícia tratou o caso como um latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Diante dos resultados das primeiras investigações, no entanto, a principal linha investigativa é que se trata de um caso de execução, pois a vítima respondia a três processos pelo crime de roubo.

De acordo com o delegado, que atua na Divisão de Homicídios Sul da Polícia Civil, a quantidade de envolvidos no assassinato é investigada. "Vamos pedir imagens das câmeras de segurança da região para ajudar na investigação", acrescentou.

A Polícia MIlitar informou que o assassinato ocorreu por volta das 10h nas proximidades de uma escola particular. Ainda segundo a PM, em seguida, Wellington tentou fugir e perdeu o controle da Hilux. Baleada, a vítima atingiu um caminhão que estava estacionado na rua. O automóvel de luxo, conforme a corporação, tem o parabrisa blindado, mas os vidros laterais não são à prova de bala.

No início da tarde desta sexta (27), a rua onde ocorreu o crime estava vazia. A via tem pouco trânsito e os moradores evitaram falar sobre o caso.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário