ERGO 30

ERGO 30

Comunidade Esperança

Comunidade Esperança

quinta-feira, 22 de março de 2018

VIGILANTE É PRESO POR ESTUPRAR E ENGRAVIDAR ENTEADA

Um vigilante de 41 anos foi preso pela Polícia Civil por estuprar a enteada, que atualmente tem 14 anos. Segundo a corporação, a adolescente começou a ser abusada sexualmente quando tinha 12 anos e deu à luz uma criança filha do criminoso quando tinha 13. A prisão aconteceu no dia 14, mas só foi divulgada nessa terça (20).

De acordo com o gestor da Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA), Darlson Macêdo, o crime aconteceu durante oito meses. "A mãe da vítima não desconfiava de nada, mas ele apresentava um ciúme excessivo da adolescente. Eram feitas ameaças a ela e à mãe caso ela denunciasse os abusos", afirma o delegado.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a denúncia chegou através do Disque 100, número disponível para queixas a respeito de abusos e exploração infantil. "Começamos a investigar no ano passado, quando a adolescente estava grávida. Fizemos o teste de DNA quando a criança nasceu e comprovamos a paternidade, mas ainda assim, ele negou", explica Macedo.

Ao prestar depoimento, a jovem chegou a negar os abusos sexuais. "A princípio, ela estava muito assustada e sustentou uma versão de que o pai da criança era um namorado, história também sustentada pelo padrasto, mas falou a verdade quando saiu o resultado do exame de DNA", conta o gestor da GPCA.

Preso no Centro de Paulista, no Grande Recife, o homem foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário