ERGO 30

ERGO 30

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

POLÍCIA PRENDE DUAS MULHERES ACUSADAS NO ENVOLVIMENTO DE SEQUESTRO DE CRIANÇA EM PANELAS

O caso da menina de 3 anos que foi raptada na cidade de Panelas, no Agreste do estado, no último domingo (24/12), e encontrada no bairro Jardim Diamante em Catende, na Mata Sul de Pernambuco, na última quarta-feira (27/12), está ganhado grande repercussão a nível nacional. As investigações ainda estão no início, mas a polícia já conseguiu identificar oito pessoas que podem estar envolvidas no crime.

Na tarde dessa quinta-feira (28/12), duas mulheres, identificadas como Silvania da Silva Oliveira, 30 anos, e Edneide Silva Ribeiro, 47 anos, foram presas em Catende, na rua Durval Ferreira Lima, bairro Avilan, após serem pegas em flagrante com materiais da criança raptada, dentro em uma residência que estava sendo usada como cativeiro.

A polícia conseguiu localizar as imputadas com a ajuda de uma denúncia anônima.

Em entrevista, o delegado Frederico Marcelo, que participou da apreensão das acusadas, disse que no início de tudo, Silvania havia afirmado ser mãe biológica da criança, e que a menor havia sido sequestrada por ciganos. Ao contar essa situação a seu marido, um detento do Presídio Desembargador Augusto Duque, em Pesqueira, no Agreste, o mesmo ordenou dois elementos tomarem a menina de volta, realizando o rapto, porém, ao receber a criança, Silvania disse que aquela não era sua filha. Mesmo consciente disso, a imputada levou a criança para a casa da mãe de seu esposo, a envolvida Edneide Silva, e permaneceu com a criança até a data de ontem (27/12), alegando que a menor era sua neta.

Só após o caso tomar grande repercussão, Silvania revelou não ser a genitora da menina, e contou toda a história a Edneide Silva. As duas então, decidiram abandonar a menor no meio da rua.

Com relação a versão sobre a criança ter sido submetida a um ritual de magia negra, o delegado disse: “Essa versão foi negada. Muitos boatos aconteceram durante a investigação, chegando até a atrapalhar, mas essa versão foi desmentida tanto pela Silvania, quanto pela mãe do preso”.

As envolvidas foram encaminhadas à delegacia de plantão de Palmares, Mata Sul do estado, onde foram autuadas em flagrante delito. Silvania da Silva Oliveira vai responder por sequestro, cárcere de privado e abandono de incapaz, e aguarda a audiência de custódia. Já Edneide Silva Ribeiro, foi autuada por abandono de incapaz e arbitrado fiança. O envolvido que está preso, também vai responder por sequestro e cárcere de privado.

O caso ainda está sendo investigado pela polícia.

Nova Mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário