ERGO 30

ERGO 30

29º Festival da Lavoura

29º Festival da Lavoura

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

HOMEM PERDE PARTE DO BRAÇO APÓS COLOCÁ-LO PARA FORA DE ÔNIBUS EM OLINDA

Um homem perdeu parte do braço após colocar o membro para fora de um ônibus em Olinda, Região Metropolitana do Recife. O acidente aconteceu na por volta das 13h30 da última segunda-feira (4) na Avenida Getúlio Vargas. 

Por volta das 21h, a assessoria de imprensa do Hospital Miguel Arraes informou que o passageiro precisou ter seu braço direito amputado em uma cirurgia realizada na unidade. O procedimento transcorreu normalmente e o estado de saúde do paciente é estável. 

De acordo com informações do Sindicato dos Rodoviários, o passageiro estava com o braço direito para fora do veículo número 358, da Empresa Metropolitana e Rodoviária Caxangá, que fazia a linha Ouro Preto/Rio Doce. O motorista teria parado o ônibus para embarque e desembarque e quando deu partida no veículo ouviu o grito do passageiro. "Ele [o motorista] socorreu a vítima logo que viu a situação, diante da grande quantidade de sangue que estava saindo do braço, o primeiro impulso foi socorre-lo para o hospital", disse Genildo Pereira, membro do sindicato.

Segundo o motorista, o homem prendeu o braço em um poste que fica próximo ao ponto de parada. "Eu observo bem sempre esses fatos de pessoas, crianças que colocam o braço pra fora. Não é a primeira vez que isso acontece. A gente sempre informa para as pessoas tirarem o braço. Quando eu estava deslocando o carro, eu olhei para os dois lados do retrovisor e não vi o braço do rapaz, quando ele colidiu imprensando o braço em um poste", relembrou o motorista.

Socorro

A vítima foi levada para o Hospital Tricentenário, no Bairro Novo, Olinda, onde recebeu os primeiros antedimentos e, em seguida, foi encaminhado para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista. Segundo a assessoria do hospital, ele deu entrada na unidade às 14h13. O motorista do ônibus se apresentou na Delegacia de Peixinhos, onde prestou depoimento e foi liberado em seguida.

JC

Nenhum comentário:

Postar um comentário