ERGO 30

ERGO 30

terça-feira, 5 de setembro de 2017

ESPERANÇA SUFOCADA!!!

Infelizmente, uma triste constatação nos assombra, ou seja, a corrupção desenfreada e generalizada, e não podemos vislumbrar uma mudança baseados no modelo político vigente, isso é fato inconteste. 

Eis alguns motivos pelos quais não creio nessa democracia às avessas que foi instalada no Brasil: 1º) ao bem da verdade o que vigora no nosso país não é uma "democracia de fato", mas uma "cleptocracia"; 2º) os partidos políticos não querem uma reforma política séria; 3º) a ampla maioria dos brasileiros não estão preparados para votar com imparcialidade; 4º) os partidos políticos e a maioria dos políticos não pensam coletivamente e nem tão pouco visam o bem da nação; 5º) a corrupção é combatida apenas de forma paliativa, ou seja, não se pune exemplarmente, e quando isso acontece, logo se transforma em prisão domiciliar; 6º) não há confisco dos bens dos corruptos e portanto a devolução do erário é irrisória se compararmos com o que foi roubado; 7º) os três poderes constituídos estão dominados e aparelhados pelo Governo Federal ou pelos Governos Estaduais; 8º) a impunidade é a mãe de todas as mazelas, prevalece em todas as instâncias governamentais e não há boa vontade para mudar essa situação, afinal os maiores envolvidos com a corrupção são os "peixes grandes", e esses, estrategicamente visam a permanência do "status quo". Poderia enumerar mais alguns graves problemas que afligem nosso país, mas vou me ater apenas aos acima citados. 

Em consequência dos problemas enumerados e outros não citados, o que poderíamos entender como solução viável a curto e médio prazo? Uma eleição direta em 2018 correndo-se o risco de que as raposas velhas sejam reeleitas e deem continuidade ao seu projeto de poder pelo poder? A prisão de todos os corruptos independentemente de sigla partidária e posteriormente uma eleição livre desses impostores que saqueiam os cofres públicos? Uma reforma política proposta, elaborada e votada por esse Congresso atual seria viável? O melhor sistema eleitoral é sem dúvida alguma a democracia plena, total e irrestrita, mas uma pergunta paira no ar, ou seja, “o povo brasileiro, em sua ampla maioria está mesmo preparado para expurgar, expulsar os corruptos, fazer uma faxina geral através do voto democrático e livre de interesses particulares e levando em consideração apenas o bem de todos e a soberania de nossa nação? Uma Intervenção Militar seria viável no momento atual? #OBS.: “FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (FHC) DO PSDB QUANDO PRESIDENTE DO BRASIL PROTOCOLOU NA ONU CLÁUSULAS DE “NÃO INTERVENÇÃO MILITAR (MARINHA, EXÉRCITO E AREONÁUTICA)” SALVO POR INVASÃO ESTRANGEIRA OU VONTADE POPULAR. 

Esses e outros questionamentos nos assombram diariamente e nos deixam com uma pulga atrás da orelha, pois, uma incógnita, uma dúvida, permeia ou prevalece como resposta. Mas não vou ficar em cima do muro em hipótese alguma e vou expressar minha opinião, pois, a mesma tem amparo na Constituição Federal de 1988 (Art. 5º - IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato; IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença), então, entendo que pelas vias democráticas de direito não alcançaremos a tão sonhada mudança, afinal, os poderes constituídos do Brasil estão se mostrando ineficazes no que tange a manutenção da ética, da ordem, do progresso, da guarda da propriedade estatal e privada, da defesa do cidadão em geral, que diga-se de passagem, é refém da criminalidade, e por fim, da ameaça da perca da soberania e proteção das riquezas minerais e naturais de nosso país. 

Essa democracia às avessas que foi instalada de forma exacerbada no Brasil atende apenas aos interesses de políticos inescrupulosos e de seus respectivos partidos e os mesmos não demonstram vontade de mudar esse quadro, pois, ambos (partidos e políticos) não têm cacife para fazer uma reforma política séria, então, não nos resta uma alternativa viável e, portanto, mesmo que a duras penas, temos que apelar para a única instituição nesse país que ainda pode mudar nosso lastimável e tenebroso quadro político, econômico e social, ou seja, as Forças Armadas. Somente uma “Intervenção Militar” com duração limitada e com apoio total e irrestrito do povo brasileiro, seguida de: 1º) prisão de corruptos; 2º) confisco de bens dos corruptos; 3º) moralização política; 4º) estabilização econômica; 5º) novas eleições diretas. Creio que somente dessa maneira e nessa ordem poderemos nos livrar do caos total e evitar que as riquezas do Brasil sejam sequestradas pelos corruptos. #OBrasilÉDosBrasileiros. #CAA

Professor Charles Anacorte

Nenhum comentário:

Postar um comentário