ERGO 30

ERGO 30

sábado, 6 de maio de 2017

EM TRÊS MESES, OCORRERAM 63 CRIMES EM BANCOS DE PERNAMBUCO, AFIRMA SINDICATO

Durante os primeiros 94 dias de 2017, o Sindicato dos Bancários de Pernambuco contabilizou 63 investidas contra instituições financeiras no estado. De 1º de janeiro a quinta-feira (4), foram registrados 17 assaltos relacionados direta ou indiretamente aos bancos, sendo nove em agências, seis em correspondentes bancários e dois contra carros-fortes. Este ano, de acordo com a entidade, criminosos explodiram 30 instituições e quatro veículo de transporte de valores, arrombaram nove unidades bancárias e realizaram um sequestro.

Ainda segundo os números do sindicato, dos assaltos a mão armada contabilizados, nove foram a agências, seis a lotéricas ou Correios e dois a carros fortes.

Na manhã desta sexta-feira (5), uma unidade do Bradesco foi fechada na Avenida Conde da Boa Vista, no Centro do Recife, em protesto contra a violência. Segundo o sindicato, a manifestação também ocorreu porque a direção do banco teria mantido a agência aberta após tentativa de assalto ocorrida na quinta-feira (4), mesmo com todos os funcionários em estado de pânico e estresse.

Na quinta, ao menos cinco homens participaram da investida contra o banco Bradesco que fica na esquina da Boa Vista com a Rua da Saudade, na área central do Recife. Eles entraram na agência e fizeram reféns. Renderam clientes e funcionários e levaram dinheiro do caixa e objetos pessoais das vítimas.

Na quarta-feira (3), bandidos realizaram um assalto ao Banco do Brasil e ao Bradesco de Tamandaré, no Litoral Sul de Pernambuco, distante 104 quilômetros do Recife. De acordo com a Polícia Militar, os ladrões usaram explosivos para abrir caixas eletrônicos das agências e fugiram de lancha pelo Rio Aricandá, no mesmo município. No mesmo dia, houve assalto ao banco Itaú do bairro do Janga, em Paulista, no Grande Recife.

Governador

Diante das constantes investidas criminosas contra bancos em Pernambuco, o governador do estado, Paulo Câmara, reconheceu, na quinta-feira (4), a reincidência desse tipo de crime, apesar do trabalho das polícias Civil e Militar para realizar as prisões dos assaltantes.

Em relação ao assalto a duas agências bancárias em Tamandaré, na madrugada da quarta (3), o chefe da administração estadual não informou se os foragidos — que deixaram o local do assalto de lancha — foram identificados, mas garantiu que há equipes em busca dos criminosos.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário