ERGO 30

ERGO 30

quinta-feira, 27 de abril de 2017

TRINTA POLICIAIS FORAM EXPULSOS DE SUAS CORPORAÇÕES EM PE NESTE ANO

Ao todo, 30 policiais civis e militares foram expulsos de suas respectivas corporações nos primeiros quatro meses de 2017. Os dados foram repassados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) na manhã dessa quarta-feira (26). Sem informar até que dia esse número foi contabilizado, a pasta divulgou que 11 policiais banidos em abril. Entre janeiro a março de 2016, foram 16. Ou seja, um aumento de 18.75% no número de expulsão no primeiro trimestre.

A Corregedoria Geral instaurou, neste ano, 234 inquéritos para apurar a conduta de policiais. No mesmo período do ano passado, foram 122 processos. Um crescimento de 91.8% de casos investigados.

Somente no Boletim Geral da SDS desta quarta, foi publicada a punição para um major e um cabo da PM, condenados a 21 dias de prisão disciplinar, além de dois escrivães e um delegado da Polícia Civil terem sido por cinco dias da função e uma comissária, suspensa por dez dias.

Neste mês, um sargento da Polícia Militar, de 51 anos, foi preso em flagrante suspeito de estuprar uma menina de dez anos, neta da mulher dele. O PM foi detido pelo crime de estupro de vulnerável no domingo (23). Ainda em abril, a Polícia Civil indiciou o ex-comandante do Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciods) de Pernambuco, o coronel Ricardo Fentes Gomes. Ele teria cometido corrupção passiva e falsidade ideológica.

De acordo com informações repassadas pela Polícia Civil, o coronel confessou ter recebido propina de R$ 400 mil para assinar contratos de prestação de serviço, em 2015, primeiro ano de governo de Paulo Câmara (PSB). Ele teria emitido certificados falsos de conclusão de serviços. Assim, as empresas, também investigadas durante o inquérito policial, poderiam receber o valor de contrato, mesmo sem ter realizado o trabalho.

A Polícia Civil também prendeu, durante a “Operação Cães de Fu”, dois policiais militares e um civil. Fardados, eles são suspeitos de ameaçar um comerciante chinês e roubar o seu depósito, localizado no bairro do Pina, Zona Sul do Recife. A ação foi flagrada pelas câmeras de segurança do empresarial onde fica o depósito do lojista.

Na casa do agente da Polícia Civil foram apreendidos R$ 18 mil em espécie e uma arma sem registro. De acordo com o chefe da Polícia Civil, Joselito Amaral, os policiais ameaçaram o comerciante dentro da sua loja no Bairro do Recife. Em seguida, o obrigaram a levá-los até o depósito, localizado em um empresarial no Pina. O caso ocorreu em agosto do ano passado.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário