ERGO 30

ERGO 30

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

PM REFORÇA VIATURAS DO GRANDE RECIFE, MAS ADIA ENTREGA NO INTERIOR

Em meio às constantes investidas criminosas no Recife e no interior de Pernambuco, o governo do estado anunciou nesta quinta-feira (11), durante cerimônia no Palácio do Campo das Princesas, a entrega de 100 novos veículos para substituir ou reforçar a frota da Polícia Militar (PM) na Região Metropolitana do Recife (RMR). Para as cidades da Zona da Mata, Agreste e Sertão, no entanto, a entrega de novas viaturas permanece sem data definida. 

Dos 100 veículos entregues à PM nesta quarta (11), 55 vão substituir guarnições táticas que já circulam na RMR e outras 45 viaturas serão acrescentadas à frota da Patrulha do Bairro. Para fazer a manutenção dos novos carros, o governo garantiu empregar R$ 264 mil mensais. Até o fim do ano, o governo também promete a entrega de 833 novas viaturas à Polícia Militar, mas não precisa as cidades a serem contempladas.

De acordo com o governador Paulo Câmara, a RMR foi priorizada devido a uma decisão da Secretaria de Defesa Social (SDS). "Eles priorizaram a região em virtude da maior concentração populacional e dos casos de homicídios", pontuou. Ainda segundo Câmara, os municípios do interior devem ser contemplados no início de setembro.

Enquanto isso, a população do Agreste e da Zona da Mata sofre com as constantes investidas a bancos. Além do medo das ações agressivas e ousadas das quadrilhas, os moradores ainda se queixam da falta de policiamento nas localidades, o que facilitaria os crimes. Entre os dias 5 de julho e 5 de agosto deste ano, foram oito as cidades do Agreste e da Zona da Mata que sofreram ataques de bandidos.

As ações, em sua maioria, obedecem a um padrão. Fortemente armados, os bandidos explodem os terminais eletrônicos da agência durante a madrugada, levam o dinheiro sem dificuldades e distribuem grampos pela estrada para evitar perseguições policiais.

Para o secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, a substituição de viaturas da Polícia na RMR obedece a um critério lógico. "Temos que substituir carros com mais de dois anos de uso. Não há nenhum tipo de discriminação, mas temos mais de 43% dos homicídios de Pernambuco na Região Metropolitana e mais de 65% dos roubos do estado também acontecem na RMR", esclareceu.

Na última quarta (10), durante entrevista, Alessandro Carvalho afirmou que seria preciso dividir a responsabilidade da segurança pública com os órgãos prejudicados pelas ações dos bandidos. Para ele, os bancos também devem investir em novos equipamentos e em segurança para inibir a ação dos assaltantes.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário