ERGO 30

ERGO 30

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Garanhuns se rende à onda amarela

Município recebeu socialista para uma grande caminhada e comício



Um dos últimos redutos da oposição, o município de Garanhuns, no Agreste Meridional, foi completamente pintado de amarelo, nesta quinta-feira (25), pela Caravana 40. Sob o comando de Paulo Câmara (PSB/Governo) e seu companheiro de chapa, Fernando Bezerra (PSB/Senado), um exército de prefeitos, ex-prefeitos e lideranças da região foi acompanhado pelas ruas da cidade por uma entusiasmada multidão. Ao longo de toda a caminhada, as pessoas faziam questão de registrar a escolha pelo avanço das transformações conquistadas pelos pernambucanos nos últimos anos.

A dona de casa Verônica de Cássia da Silva deixou tudo o que estava fazendo em casa para dar um beijo no socialista e confidenciá-lo que nenhuma pressão local será capaz de mudar o seu voto. "Eu era Eduardo de coração e agora sou Paulo do mesmo jeito. Não tem quem me faça pensar diferente. Vim aqui para dizer isso a ele. No dia 5 de outubro é 40 na cabeça e na urna também. Será uma vitória de todos nós", afirmou, emocionada, Dona Verônica.


"Amarelo" desde a época em que a Frente Popular era comandada pelo ex-governador Miguel Arraes, o comerciante José Gomes de Roma saiu de Quipapá para acompanhar a caminhada mais animada que ele já participou. "Estou muito feliz de estar aqui para ver isso; esse povo todo na rua para dizer que Pernambuco não pode parar. Não há nada que pague isso. Quando o povo quer, não há quem possa. E povo quer Paulo no Governo do Estado", destacou.

A calorosa recepção do povo de Garanhuns reforçou a determinação de Paulo Câmara em sua caminhada rumo à manutenção de Pernambuco no caminho certo. "A população já fez a sua opção. Vamos trabalhar muito para devolver todo esse carinho com muito trabalho. Vamos ter um distrito industrial forte aqui em Garanhuns para que o município e a região possam ter condições de receber empreendimentos que ajudem a transformar a vida das pessoas", frisou o socialista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário